Maria Clara Fagundes

31 jan 2016
OAB: Por onde começar?

| post por:
| Maria Clara Fagundes
| 27/02/2014 às 18:22
| Arquivado em: Dicas, Direito |


Essa semana recebi no meu instagram (@diariooab) várias directs perguntando como eu estudei para a primeira fase, e o que indico pra começar os estudos. É normal se sentir perdido(a) no início.

Antes de responder preciso fazer duas perguntinhas:

  • 1. Você tem $$$ pra começar um cursinho preparatório?

O cursinho não é obrigatório nem tão necessário para a 1ª fase. A questão é: a primeira fase envolve muita matéria, muito assunto e muuuuuuuuita atualização. A OAB gosta de temas atuais! Então se, você já se formou a algum tempo, parou de estudar algumas matérias que você teve no início do curso e caem no exame, ou tem dificuldade em algumas delas: vá pro cursinho. Quais cursos eu indico? Para começar, o extensivo do Damásio e, próximo a prova, o UTI do CERS.

  • 2. Como você aprende mais?

Resolução de questões, esquemas, anotações, revisão… Você precisa identificar como você aprende melhor e se jogar nisso.

Por exemplo: eu fixo revisando e tenho memória fotográfica. Então fiz uma apostila que, até um mês antes da prova eram folhas soltas organizadas em uma pasta, com minhas anotações das aulas, materiais de apoio.. Além disso usei post-its coloridos pra complementar a matéria e chamar atenção pra coisas importantes.

Primeiro foco:

  • Lei seca!

Sim, para quem tem dificuldade com o texto da lei é necessário começar a se adaptar! Muitas questões substituem detalhes do que algum artigo/inciso/alínea fala para te confundir, o que torna a questão incorreta. Por isso a revisão lendo os próprios artigos é fundamental.

Meu foco foi esse: anotações + lei seca.

Segundo passo….

  • Organização!

Para isso usei o aplicativo UPAD e, dentro de um calendário, coloquei as matérias e as aulas que eu revisaria. Isso foi quando faltava apenas um mês para a prova.

Antes disso eu fiz um calendário com menos aulas por dia, utilizando os livros que mencionei neste post e complementando meu material de apoio (anotações).

(Se você der uma olhada no meu instagram verá mais detalhes em fotos sobre a minha rotina de estudo e métodos)

Terceiro passo…

  • Aperfeiçoe seu material de apoio, suas anotações..

Pois você a usará no futuro como revisão, e isso ajudará bastante. Se você também tem memória fotográfica use post-its coloridos. Se você não tiver ou não encontrar, veja esse post do meu instagram que dá uma dica de como montar um usando folhas coloridas (chamequinho).

 

++++++

  • Treino… Muito treino!

Não tenho foto porque já me livrei das provas passadas! Mas semanalmente (normalmente no domingo) eu pegava provas passadas e as resolvia da primeira a ultima questão, avaliando meu cansaço, o tempo em que eu concluia a prova, onde eu errava mais e, com o treino, eu melhorei meu desempenho. Antes eu só conseguia manter bem o foco com 1h e meia de prova. Quando fui fazer a prova já mantinha por mais de 3h. Meu crescimento foi visível.

No post que fiz sobre os livros que usei mostrei um de questões muito completo.

Como eu fazia: Resolvia a prova inteira e depois buscava as questões mais complicadas pra mim no livro… que traz uma explicação completa, bem como os artigos relacionados a questão.

 

Uma sugestão….

Mantenha seu canto de estudos limpo e agradável, isso faz toda a diferença, já que você passará muito tempo naquele local.

Esse apoio pra livros eu comprei no mercado livre. Existem outros lá e em outras lojas.. Me ajudou muito pois depois de um tempo eu estava começando a ter bastante dor tanto na lombar quanto no pescoço por ficar curvada muito tempo.

 

  • Para finalizar:

Assista as vídeo aulas disponibilizadas pelos cursinhos. Clique aqui para visitar o Eventials do Damásio. Lá tem muitas aulas boas, que você já pode assistir agora mesmo.

Qualquer dúvida deixe nos comentários!

Espero ter ajudado!

Bons estudos.

Comentários



Posts Relacionados




18 set 2015
Quais livros eu usei para a primeira fase da OAB?

| post por:
| Maria Clara Fagundes
| 27/02/2014 às 18:22
| Arquivado em: Sem categoria |


Este é um dos temas que mais me perguntam! Criei, a um ano atrás, o instagram @diariooab, que hoje já conta com quase 3mil seguidores.

Como não estava com tempo pra tirar fotos mais elaboradas para atualizar o blog, não consegui me desapegar a fotografia, por isso criei esse outro instagram e fiz as fotos com o celular mesmo! Agora, que já passou a loucura da  fase, pelo menos por enquanto… Vim mostrar a vocês meus livros mais utilizados na primeira fase pois muitas pessoas me perguntam.

Posteriormente pretendo criar mais posts com dicas.

Vamos começar com os livros de doutrina “unificados” na ordem que os adquiri:

 

Esse foi o primeiro livro direcionado que tive contato. Comprei no ano passado, quando fui a um congresso, estava no 7º período mas ansiosa pra começar os estudos. Gostei muito desse livro por ser bem “cru” no sentido estético, veja só:

 

O único destaque que ele possui durante o texto é apenas o negrito. Assim, posso grifar as partes importantes, “esquematizando” o livro do meu jeito, com as cores que determino pra cada coisa.

A página dele é bem grossa e grande, portanto não há problema em utilizar marca-texto nele. A falha é que alguns assuntos não são abordados, mas os que estão presentes são bem explorados, não sendo um livro extremamente resumido. É bom pra quem não está fazendo cursinho e já quer ir se preparando. Foi bem útil pra mim.

Já o Reta Final da RT:

 

É um livro bem mais resumido. Específico realmente pra quem está nos últimos meses de preparação. Por últimos meses quero dizer, de 6 meses para a prova em diante.

 

Ele é BEM resumido, mas traz esquemas muito legais. Super colorido, possui tabelas maravilhosas! Como você pode ver abaixo:

A parte de ética é a mais legal. Dá pra estudar só por ele e dar uma lida rápida na lei, nessa matéria.

Nas outras matérias dá pra utilizar apenas ele + código, já que a FGV gosta de cobrar bastante letra de lei. É a principal dica. Muita lei seca, vídeo aula pra clarear mais as informações e nos manter atualizados e… uma última dica:

FAZER MUITAS QUESTÕES!

É certo que a segunda fase exige muito mais treinamento, mas na primeira isso também é essencial. Para isso utilizei o livro capa do post:

 

Honestamente, sou APAIXONADA por esse livro! Aprendi demais!, fora que ele possui muuuuitas questões de todos os exames, comentadas alternativa por alternativa, como você vê na próxima imagem.

 

O comentário é em cima de cada opção.. Muito útil. Quando tem artigos relacionados sempre vem citadando nos comentários.

 

Sempre preferi fazer a prova inteira, as 80 questões, contando o tempo e o meu rendimento. Melhorei consideravelmente, porque a partir da 4ª prova por aí eu já rendia mais que as 2 primeiras horas. Na minha primeira fase entreguei a prova com 4h e meia, um pouco cansada. Nas primeiras provas que fazia em casa depois de 2 horas não conseguia fazer mais nada, confundia na hora de responder.. Me embaralhava toda! Treino ajuda bastante. Usava o livro pra, posteriormente, buscar a questão que ficava com dúvida e ajudava muito.

Então é isso! Espero ter ajudado. Se alguém tiver dúvidas ou sugestões, deixe nos comentários que terei o maior prazer em ajudar!

Beijos! Bons estudos!

4 comentários



Posts Relacionados




10 fev 2015
Resenha: O Projeto Rosie!

| post por:
| Maria Clara Fagundes
| 27/02/2014 às 18:22
| Arquivado em: Galera Record, Resenhas |


Este é, sem dúvidas, um dos meus livros preferidos <3
O Projeto Rosie foi uma compra às cegas muito bem feita. Vi a capa, ela me chamou atenção e ao mesmo tempo me deixou meio “hmmm, será?”.. É uma capa bonita mas tem uma pegada meio infantil ou feminina demais. Então procurei algumas resenhas e me surpreendi ao descobrir que era narrada por um homem. Por isso dizem pra não julgarmos um livro pela capa.

O livro não tem prefácio. Já começa no Capítulo 1 e tem um detalhe que gosto: os capítulos não têm título, então é sempre uma surpresa.

Tudo começa porque Don (39 anos), musculoso, bonito, professor de genética não tem uma esposa e busca uma solução para o que ele intitulou carinhosamente de “Problema Esposa”. O narrador é uma pessoa (às vezes irritantemente) organizada e calculista, é totalmente programado para garantir o menos desperdício de tempo. Mora sozinho e toda a sua comida semanal já é completamente balanceada e organizada com as porções exatas que ele vai precisar para preparar cada refeição. Ou seja, se ele recebe uma visita inesperada se irrita e bagunça tudo. Perde os “tantos” minutos separados para fazer a limpeza, depois o número de horas que precisa dormir.. E começa a se perder todo.

O livro é bastante divertido. Lembro de dar várias gargalhadas sozinha lendo ele..

Don nunca teve relacionamentos duradouros e ele mesmo reconhece suas peculiaridades, não conhece as “regras sociais” e termina ofendendo algumas pessoas, sem entender o porquê de sua sinceridade e objetividade de pensamento causam tanto estrago assim.

A história passa a ser um pouco “clichê” porque Don escreve um questionário de 16 páginas (frente e verso) que ele entrega para as mulheres que conhece, possuindo perguntas de alimentação, o quanto elas bebem até testes de QI e etc. Mas, obviamente, ele conhece alguém que quebra esses padrões e tira ele do ponto de conforto. A moça que dá título ao livro: Rosie. Confesso que me irritei um pouco com isso, porque as coisas iam acontecendo e eu esperando a tal Rosie aparecer. Este livro, no fim das contas, testifica o que sempre digo: sim! Os opostos se atraem e se equilibram.

– Quantas respostas – perguntou ele.
Duzentas e setenta e nove.
– Nenhuma foto? Vamos ver as fotos – disse Gene.
(…) Ele pareceu aprovar a mulher, mas, ao fazer uma checagem rápida das informações, percebi que a candidata era totalmente inadequada. Peguei o mouse da mão dele e a deletei. Gene protestou.
– Que… que… que…? O que você está fazendo?
– Ela acredita em astrologia e homeopatia. E calculou errado seu IMC.
– Que era…?
– Vinte e três vírgula cinco.
– E quantas são adequadas?
– Até agora, nenhuma. O questionário é um filtro excelente.

Eu ia colocar a sinopse. Mas já detalhei bastante na resenha. Acho que o excesso de detalhes estraga a surpresa gostosa do livro. Então: comprem e se apaixonem. É uma comédia romântica que quando você olhar já está no final do livro desesperado com o final! rs

– Don, posso lhe perguntar uma coisa?
– Uma pergunta.
– Você me acha atraente?
(…)
– Na verdade não prestei atenção – respondi para a mulher mais linda do mundo.

 Editora: Record, 2013. Páginas: 316. Nota: 5/5

O livro possui 316 páginas mas é bem pequeno, como vocês podem ver. A indicação é para homens e mulheres.

Beijos!

Comentários



Posts Relacionados